Licenciamentos

O projecto de licenciamento é composto por 3 grandes fases:



Programa Base

Nesta fase definem-se todos os pressupostos que terão que ser considerados pelos projectistas no que diz respeito à função e actividade do edifício. 
Definição dos critérios gerais de compartimentação, tipologia e de dimensionamento, estrutura da organização e interligação dos espaços. 
Descrição das necessidades técnicas do edifício no que se refere ao conforto e ambiente, nomeadamente sistemas de climatização a considerar - térmica, iluminação, acústica, domótica, energias renováveis e abastecimento e reaproveitamento de águas.
Todos os detalhes que pareçam relevantes devem ser transmitidos nesta fase.




Estudo Prévio ou Anteprojecto

Trata-se da definição inicial da construção. Nesta face é definida a implantação do edifício, a sua integração urbana e paisagística e acessos ao terreno e à edificação. É feita uma primeira apresentação gráfica da forma, organização dos espaços e volumes. É nesta fase que é efectuada uma primeira proposta para a compartimentação genérica do edifício, evidenciando a circulação, interligação e a vivencia dos espaços.
Nesta fase o projectista poderá ainda elaborar uma maquete ou outro tipo de elemento gráfico que ajudem a explicitar a proposta.



Projecto Base ou de licenciamento / autorizações prévias

O projectista prepara as peças desenhadas e escritas para entregar na Câmara Municipal ou outra entidade licenciadora. São elaborados os desenhos técnicos necessários, nomeadamente plantas, alçados e cortes, em escalas apropriadas, que discriminem a compartimentação e indiquem as áreas, os volumes e as dimensões fundamentais da estrutura, dos elementos de construção, das instalações, do equipamento, do mobiliário e outros elementos acessórios ao edifício. Serão apresentados plantas e perfis topográficos do terreno que definam a implantação do edifício, das suas infra-estruturas, a sua integração urbana e paisagística.
Desenvolvemos o projecto segundo a legislação / PDM em vigor e apoiamos na obtenção de licenças, alvarás, averbamentos, certidões ou registos junto das entidades competentes (Câmaras Municipais, IPPAR, CCDR, SANEST, etc.).